LEITURA E LONGEVIDADE: ENTENDA COMO OS LIVROS AUMENTAM SUA EXPECTATIVA DE VIDA.

Todos concordam que exercícios físicos e hábitos alimentares saudáveis têm influência na longevidade. Basta fazer uma busca rápida na Internet para encontrar um grande número de referências que confirmam isso. Porém, só recentemente a ciência conseguiu relacionar longevidade com o hábito da leitura, que até então era tido apenas como uma prática positiva, na medida em que proporciona recreação, lazer e cultura.

Foi um estudo da Universidade de Yale (EUA) que colocou o hábito da leitura em outro patamar. Um grupo de pesquisadores desenvolveu um estudo chamado “Um capítulo por dia”, no qual acompanharam uma amostra de 3.635 pessoas durante doze anos, mais especificamente, dos 50 aos 62 anos de idade. Terminado esse período, a equipe verificou que o hábito da leitura tem um impacto positivo na longevidade.

Os sujeitos de pesquisa foram divididos em três grupos: não-leitores (aqueles que não tinham o hábito da leitura); leitores (aqueles que liam até três horas e meia por semana) e superleitores (aqueles que liam mais de três horas e meia por semana).

Ao final dos doze anos, os pesquisadores constataram que as chances de morte eram 17% menores para os leitores e 23% menores para superleitores, quando comparados com os não-leitores. Outras variáveis, tais como sexo, raça, estado civil, situação de trabalho, condições econômicas, e histórico de depressão mostraram-se irrelevantes. Em outras palavras, de fato era a leitura que estava contribuindo para proporcionar mais tempo de vida a esses indivíduos.

Para quem gosta de ler, a boa notícia é que o hábito da leitura envolve um tempo que será retribuído ao final da vida não só em quantidade mas também, e principalmente, em qualidade. Isso acontece porque os ganhos mais imediatos, tais como aumento do vocabulário e da capacidade de concentração, o desenvolvimento de habilidades linguísticas (fala, escrita e interpretação), o desenvolvimento do pensamento crítico e da empatia, bem como a redução do estresse ajudam a melhorar os processos cognitivos como um todo.

Mas atenção: não adianta fazer qualquer leitura. Os resultados mostraram que a correlação leitura-longevidade é maior quando a leitura é de livros, o que se explica pelo fato de ser um texto mais longo, com mais elementos, e que portanto exigem uma “imersão” do leitor na história. Isso ajuda na realização de reflexões em que o leitor relaciona sua vida, seus conhecimentos de mundo, com aquilo que está lendo.

Ficou motivado(a) para ler? Com vontade de incluir esse hábito em sua rotina. Em breve, vamos publicar uma série de dicas que vão te ajudar a se tornar um superleitor e, consequentemente, passar a usufruir dos benefícios dessa prática.

Por Liliane Prestes Rodrigues.

LIVRERIA – multiplicando sua leitura

Acompanhe nossas mídias sociais:

Facebook

Instagram

Youtube

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s