QUATRO LIVROS SOBRE ALZHEIMER PARA VOCÊ SABER MAIS E SE EMOCIONAR.

Todos nós concordamos que o Mal de Alzheimer é devastador tanto para o paciente quanto para os familiares. De um modo geral, todos nós sabemos que a doença que vai degradando a memória gradualmente. Cerca de 35,6 milhões de pessoas ao redor do mundo sofrem da doença de Alzheimer, e a tendência é a de que esse número aumente à medida que a expectativa de vida da população aumente.

Para a maioria das pessoas, porém, o primeiro contato com a doença acontece com o diagnóstico de alguém próximo. Nesses casos, muitas não sabem como reagir, como lidar com o avanço da doença e, principalmente, como tratar adequadamente o paciente. Pensando nesse contexto e em suas dificuldades, resolvi listar e resenhar quatro livros que tem o Mal de Alzheimer como temática. Saiba mais e se emocione com essas histórias tão tocantes!

  1. Quem Eu? uma avó, um neto, uma lição de vida

88147_gg

Título: Quem eu? Uma avó, um neto, uma lição de vida

Autor: Fernando Aguzolli

ISBN: 978.85.65530.97.2

Editora: Paralela

Ano: 2015

Páginas: 189

Não há no mundo valor que supere a reação meiga e alegre de alguém reconhecendo que é amado. (p.35)

O livro de Fernando Aguzolli é muito mais do que um relato de experiências sobre Alzheimer. É uma lição de vida, e por isso vale cada página de sua leitura!

Em 2008, Nilva Aguzolli, avó do autor, é diagnosticada com a doença. A partir daí (e durante os três anos seguintes), Fernando e a família passam não só a se responsabilizar pelos cuidados com ela, mas também e principalmente vão desenvolvendo uma maneira própria de lidar com a paciente e com as novas situações impostas pela doença. A ideia chave é a de que o amor e o bom-humor devem estar presentes em todas as dificuldades da vida.

Nesse caso em específico, Fernando entrou na realidade ficcional da idosa, que foi gradativamente se tornando sua filha, à medida que necessitava de mais e mais cuidados.

Assim, além de apresentar várias informações técnicas (no texto e em notas), o autor vai contando como a dinâmica da família ia mudando a cada avanço da doença. Ele mesmo acabou optando por abrir mão da carreira e estudos para se dedicar integralmente aos cuidados com a avó, que foi uma figura fundamental na historia da vida dele desde a primeira infância.

Através de fotos, diálogos e vídeos exclusivos (cujo acesso depende do uso dos QRCodes que constam no livro), a biografia da avó é apresentada, bem como o período em que o neto cuidou dela com tanto amor.

É um livro que, além de dar dicas valiosas para as famílias e cuidadores, nos inspira a sermos mais amorosos e com pacientes pessoas amadas.

  1. Para Sempre Alice

121595371_1GG

Título: Para sempre Alice

Autor: Lisa Genova

ISBN: 978.85.209.4062-4

Editora: Harper Colins

Ano: 2009

Páginas: 283

Temo com frequência o amanhã, E se eu acordar e não souber quem é o meu marido? E se eu não souber onde estou e não me reconhecer no espelho? Quando deixarei de ser eu mesma? Será que a parte do meu cérebro que responde por minha personalidade é vulnerável a esta doença? Ou será que minha identidade é algo que transcende neurônios, proteínas e moléculas de DNA defeituosas? Estarão minha alma e meu espírito imunes à devastação da doença de Alzheimer? (p.239)

Pense na história mais triste que você conhece…

Para sempre Alice certamente é uma das histórias mais tristes e angustiantes dos últimos tempos.

Alice Howland é uma competente e reconhecida professora de linguística e psicologia em Harvard. Casada com o biólogo e pesquisador John e mãe de três filhos na casa dos vinte anos, Alice tem uma vida bem-sucedida tanto do ponto de vista pessoal quanto profissional. Às vésperas de completar cinquenta anos, ela começa a ter lapsos de memória cada vez mais frequentes. De início, essas situações são atribuídas ao estresse e à menopausa. A repetição e o agravamento das situações levam Alice a buscar uma consulta médica. Exames variados e uma bateria de testes levam ao diagnóstico: Mal de Alzheimer de instalação precoce.

O livro narra de forma muito comovente a perda de funções cognitivas de Alice, que é uma cientista que tem formação acadêmica suficiente para compreender exatamente o que está acontecendo consigo. É possível também acompanhar as reações da família a cada novo estágio da doença, com destaque para a sua relação com a filha Lydia, que muda bastante com o passar do tempo, principalmente quando a mãe não a reconhece mais.

Embora seja um livro de ficção, percebe-se o cuidado da autora na transmissão de informações precisas e com grande riqueza de detalhes inclusive. Em dado momento, Alice resolve se engajar na causa dos portadores dessa doença, criando um grupo de apoio a pacientes em estágio inicial, e profere um discurso.

 “Eu os incentivo a nos capacitarem, não a nos limitarem. Quando alguém tem uma lesão na medula espinhal, quando alguém perde um membro ou tem uma deficiência funcional por causa de um derrame, as famílias e os profissionais de saúde se empenham arduamente em reabilitar essa pessoa, em descobrir modos de ajudá-la a enfrentar e a superar os problemas, apesar de suas perdas. Colaborem conosco. Ajudem-nos a desenvolver instrumentos para funcionar, contornando nossas perdas de memória, linguagem e cognição. Estimulem a participação em grupos de apoio. Podemos ajudar uns aos outros, tanto os pacientes com demência quanto os que cuidam deles (…)” (p. 240).

Para Sempre Alice, de Lisa Genova, é uma emocionante história que foi adaptada para o cinema, rendendo a Julianne Moore o prêmio de melhor atriz no Globo de Ouro e no Oscar. 

  1. O diário de uma vida perdida na memória

Capa O diario de uma vida perdida na memoria V2 DS

Título: O diário de uma vida perdida na memória

Autor: Rowan Coleman

ISBN: 978.85. 01.19611-7

Editora: Record

Ano: 2015

Páginas: 320

 Engraçado: digo essas palavras em voz alta e sinto o medo, bem na boca do estômago, mas é como se a situação não fosse comigo. Na verdade, é como se este terror estivesse acontecendo com outra pessoa. (p. 17)

Nesse livro, a história começa em um momento em que a protagonista, Claire, já tem diagnóstico de Mal de Alzheimer precoce. Ela é uma professora de inglês muito querida no ambiente de trabalho, mãe de duas filhas que têm 21 e 3 anos de idade. É uma mulher que estava no auge de sua vida pessoal e profissional. Ela está em um momento da doença em que intercala momentos de lucidez com momentos de confusão e esquecimento, sendo que em alguns deles Claire vai encontrar um homem misterioso pelo qual vai acabar se apaixonando. Ela então se sente culpada, afinal é casada com Greg.

A narrativa é feita em primeira pessoa, porém é dividida entre Claire e sua filha mais velha, Caitlin. Esse é provavelmente o maior diferencial do livro, já que a história é contada pelo ponto de vista da paciente e também de uma familiar-cuidadora, que alternam-se como narradoras. Esse recurso é muito interessante porque permite ao leitor ter contato com dois pontos de vista e com isso perceber que todos têm motivos que explicam suas atitudes.

O livro também retrata muito bem os conflitos familiares e como isso tem consequências no estado de saúde de Claire. Por exemplo, a mãe de Claire, que já cuidou do marido que sofreu com a mesma doença, mantém sempre com a filha uma postura firme, rígida, talvez em decorrência das dificuldades de relacionamento que ambas já tinham antes do diagnóstico.

Nos momentos de lucidez, a protagonista vai passar a registrar memórias em um caderno que seu marido lhe deu de presente. E lá escreve sobre momentos importantes, como o nascimento das filhas, a morte do pai, o dia em que conheceu Greg, por exemplo.

É uma boa opção de leitura para quem gosta de dramas e para quem quer compreender melhor o que acontece com uma família que tem alguém com essa doença.

  1. Ainda estou aqui

Marcelo-Rubens-Paiva-livro-450-blog

Título: Ainda estou aqui

Autor: Marcelo Rubens Paiva

ISBN: 978.85.7962.416-2

Editora: Alfaguara

Ano: 2015

Páginas: 293

A memória é uma mágica não desvendada. Um truque da vida. Uma memória não se acumula sobre outra, mas ao lado. A memória recente não é resgatada antes da milésima. Elas se embaralham. Minha mãe, com Alzheimer, não se lembra do que comeu no café da manhã. Minha mãe, com Alzheimer, vê meu filho de um ano, que é a minha cara, e o reconhece. Não acha que sou eu, mas o chama de filhinho, de meu filhinho. (p. 18)

Ainda Estou Aqui é um livro muito interessante! Por fazer parte desta lista que estamos apresentando, já se sabe que ele aborda a questão do Mal de Alzheimer. O primeiro capítulo é especialmente muito bem construído: a partir de uma série de reflexões sobre memória, o que ela é e como se constrói, Marcelo Rubens Paiva introduz o leitor na vida pessoa de uma portadora de doença de Alzheimer, no caso, sua mãe.

Eunice Paiva é uma advogada com uma carreira de sucesso. Esposa do engenheiro Rubens Paiva (desaparecido político e declarado morto muitos anos depois), a protagonista é uma mulher forte e pragmática, que precisa se adaptar a cada novo obstáculo, o que inclui, na velhice, o diagnóstico e o desenvolvimento da doença.

Entretanto, o livro não trata somente do Mal de Alzheimer. É também um contundente relato biográfico sobre a ditadura militar iniciada no Brasil em 1964 e os efeitos do desaparecimento de um militante sobre sua família.  Para acompanhar o que aconteceu com a família após o desaparecimento do pai, momentos importantes do passado dela são recuperado pelo autor em capítulos que não seguem uma ordem cronológica.

Além de ser uma obra bastante completa do ponto de vista informativo, o livro provoca indignação e emociona em diversos momentos da narrativa. A partir do ponto de vista do narrador-filho, a protagonista-mãe se mostra um exemplo de objetividade, força e determinação. É um verdadeiro resgate de memórias históricas e também de memórias particulares.

 Essas foram, sem dúvida, leituras transformadoras. Para relatar como essas leituras aconteceram e também dar minha impressão pessoal sobre os livros, gravei um vídeo que está em nosso canal no Youtube, acesse e acompanhe mais esse material.

Ficou interessado sobre o assunto? Tem mais sugestões de livros sobre o tema? Deixe seu comentário. Você também pode ajudar a LIVRERIA a qualificar ainda mais o seu acervo indicando os livros que quer ler. A Livreria compra o livro, insere no catálogo e você faz a leitura em primeira mão.

Por Liliane Rodrigues.

Acompanhe também nossas novidades e conteúdos através das mídias sociais:

Facebook

Instagram

www.livreria.com.br

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s