CINCO GANHADORES DO NOBEL DA LITERATURA PARA VOCÊ CONHECER MELHOR.

Você conhece Kazuo Ishiguro?

kazuo3

Kazuo Ishiguro, um japonês de 62 anos  é o ganhador do Prêmio Nobel de Literatura de 2017 por ter “revelado em novelas de grande força emocional, o abismo sob o nosso ilusório sentido de conexão com o mundo”, tendo publicado 7 livros de ficção (romances/novelas) 3 livros de contos e 7 livros de ficção (romances/novelas), sendo a mais conhecida Não me abandone jamais, publicada em 2005.

O Prêmio Nobel de Literatura é atribuído a qualquer autor, de qualquer nacionalidade, que tenha produzido, através do campo literário, o mais magnífico trabalho em uma direção ideal – segundo as palavras do próprio Alfred Nobel, criador da distinção.

Considerado por muitos como um Prêmio polêmico, já que consideram que tenham ignorado autores mundialmente conhecidos, citando grandes autores clássicos do século XX, como Vladmir Nabokov, James Joyce, Franz Kafka ou Liev Tolstói, para citar apenas alguns.

Assim como Ishiguro, o Prêmio Nobel de Literatura tem outros ganhadores que não são muito conhecidos. Confira abaixo, na pequena lista que a Livreria preparou para você, alguns autores agraciados com o Prêmio Nobel e que valem a pena conhecer.

Gabriel García Márquez

Gabriel_Garcia_Marquez

Gabriel García Márquez, escritor colombiano e ganhador do Prêmio Nobel de 1982, possui obras de ficção e não ficção, tais como “Crônica de uma morte anunciada” e “O amor nos tempos do cólera”. Em 1967 publica seu livro mais aclamado, “Cem anos de solidão”, que narra a história da família Buendía na cidade fictícia de Macondo, que é considerado o marco da literatura latino-americana e exemplo único do estilo a partir de então denominado “Realismo Fantástico”.

García Márquez passou a juventude ouvindo contos das Mil e Uma Noites; sua adolescência foi marcada por livros, em especial “A metamorfose”, de Franz Kafka. Veja Pequenos livros, grandes histórias (Parte 1)

José Saramago

jose-saramago-2-l

Conhecido por utilizar um estilo mais oral na escrita, em que a vivacidade da comunicação é mais importante do que a correção ortográfica de uma linguagem escrita, Saramago utiliza frases compridas, usando a pontuação de uma maneira não convencional.

Considerado o responsável pelo efetivo reconhecimento internacional da prosa em língua portuguesa, Saramago recebeu o Prêmio Nobel de literatura em 1998 e tem entre suas principais obras: “Memorial do convento” (1982), “A Jangada de Pedra” (1986), “O Evangelho Segundo Jesus Cristo” (1991) e ainda “Ensaio sobre a cegueira” (1995), que foi transformado em roteiro de filme, entre muitos outros.

Herta Muller

132884-004-B7C2B4A4

Agraciada com o Nobel no ano de 2009 por “com a densidade de sua poesia e a franqueza da sua prosa, retratar o universo dos desapossados”, Herta Muller é uma novelista, escritora, poetisa e ensaísta, onde obteve destaque pelos seus relatos por conta das duríssimas condições de vida na Romenia sob o regime político comunista.

Sua ficção é moldada pela violência contra a minoria de fala alemã na Romenia da ditadura comunista. Um de seus maiores sucessos é “Tudo o que tenho trago comigo” (2010), mas tem um total de 22 livros publicados, sendo que 9 destes livros foram traduzidos para o português.

Mario Vargas Llosa

500

Escritor, jornalista, ensaísta e político peruano, Vargas Llosa recebeu o Prêmio em 2010.

Sua obra critica a hierarquia de castas sociais e raciais, vigente ainda hoje, segundo o escritor, no Peru e na América Latina Seu principal tema é a luta pela liberdade individual na realidade opressiva do Peru. Dentre os seus livros destacam-se: “Pantaleão e as visitadoras”(1973), “A tia Julia e o escrevedor”(1977), “A guerra do fim do mundo”(1981)e vários outros, pois sua obra conta com 20 livros de ficção, 5 teatros e 15 ensaios.

Svetlana Aleksandrovna Aleksiévitch

57-escritoras-svetlana-aleksievich-181x300

A escritora e jornalista bielorrussa Svetlana Aleksandrovna Aleksiévitch foi ganhadora do Prêmio Novel de 2015 “pela sua escrita polifónica, monumento ao sofrimento e á coragem na nossa época”.

Svetlana descreve seu trabalho assim: “Se você olhar em toda a nossa história, tanto soviética quanto pós-soviética, ela é uma enorme vala comum e um banho de sangue. Um eterno diálogo entre executores e vítimas. As malditas perguntas russas: o que deve ser feito e quem é o culpado. A revolução, os gulags, a Segunda Guerra Mundial, a Guerra do Afeganistão escondida do povo, a queda do grande império, a queda da terra socialista gigante, a utopia terrestre e agora um desafio de dimensões cósmicas – Chernobyl. Este é um desafio para todas as coisas vivas na terra. Essa é a nossa história. E este é o tema dos meus livros, este é o meu caminho, meus círculos do inferno, de homem para homem”.

Um dos livros que merecem destaque é “Vozes de Tchernóbil”  sua primeira obra publicada no Brasil, em 2016.

E aí, gostou das nossa indicações? Você conhece a obra de outros vencedores do Prêmio Nobel de Literatura? Compartilhe com a gente nos comentários.

Todos as obras citadas acima constam no acervo da Livreria.

Por Equipe Livreria.

LIVRERIA – multiplicando sua leitura

Acompanhe nossa mídias sociais.

Facebook

Instagram

Youtube

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s